Sinergia [NAS014]

by Quil

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
2.
04:54
3.
4.

about

Video: youtu.be/S13fXLQwRqs

Sinergia é o primeiro EP do rapper e produtor carioca Fillipe Queiroz, aka Quil, sintetizando o primeiro ano da NAS, o trabalho foi gravado em Porto Alegre e produzido de forma coletiva por todos os produtores do selo (vinolimbo, DUZ e Castelan). São quatro tracks, com destaque para o filme do EP, realizado com "O Fim Do Que Nunca Aconteceu", música que abre o álbum com um tom nostálgico.

"Sinergia" is the first EP from rapper and producer Fillipe Queiroz, aka Quil, synthesizing the first year of NAS, the album was recorded in Porto Alegre and produced by all NAS producers collectively (vinolimbo, DUZ and Castelan). The 4-track album also features the video of "O Fim Do Que Nunca Aconteceu", track that opens the album with a nostalgic tone.

credits

released August 27, 2014

Mixed by: Quil and Castelan
Track 1 produced by: vinolimbo
Track 3 produced by: DUZ
Track 4 produced by: Castelan
Executive Producer: Raoni Moretto and Eduardo Brandalise
Artwork by: Andre Mosquito
Mastered by: Lucas Rosso @ Void Studio
NAS, 2014.

tags

license

about

NAS Brazil

Record label interested in new thinking formats on the urban contemporary music. We're born to connect music production with other cultural expressions of our time, escaping from the traditional and meaningless so called "genres", and creating histories with sound, smell and imagination. ... more

contact / help

Contact NAS

Streaming and
Download help

Track Name: O Fim Do Que Nunca Aconteceu (prod. vinolimbo)
Esse é o fim do que nunca aconteceu...
Olho no espelho, mas não vejo meu eu... não...
Lavo meu rosto na pia, hoje vai ser o meu o dia
Num posso mais deixar essa porra escapar
Meu relógio anda rápido a vera,
E tá na hora de eu virar essa merda de jogo
Sou vagabundo, pouco louco,
Já disse e vou repetir que tudo que eu disser ainda é pouco...
Enjoado, vim pra grudar nos teus tímpanos
Luto pela minha família e pelos meus manos
Até o último suspiro eu não paro
Paro só um minuto pra acender meu cigarro...
Bom tempo era aquele da cascudinha na praça...
Tocando as campainha, quebrando as vidraça
Médico das amiguinha, pena que o tempo passa
Só lembrar dos que se foram o meu olho embaça

(É, valeu Paulinho!)

Levanta a cabeça, engole choro segura o soluço
Fundo do poço, o melhor lugar pro impulso
Apenas um canal pra repassar o que aprendi sem discurso
Embora tu interprete tudo que eu digo como ilógico
É lógico, minhas falhas impediram de ter você comigo de novo...
Me perguntaram se eu me arrependo?
Disse que não, e que faria tudo igual e com gosto de novo...
Sei que ainda tenho muita estrada pra percorrer...
Ultimamente duvido até do porquê dos porques...
Sentimentos tão fracos... virei um monstro no exílio
Mas se eu desistir agora... o que vai ser do meu filho
Não sei qual é do futuro, vivendo pra esquecer
Preparado pra tudo, até pro que nem vai acontecer...
Tanta coisa a dizer, na hora fiquei mudo...
O medo de perder, nunca impediu de arriscar tudo
Track Name: Sossego
Sair por aí, me livrar dessa vibe ruim que me ronda
Trombar meus irmãos, lembrar de você só vai cortar minha onda...
Relógio tá sem ponteiro, não faço ideia de quando voltar
E a melhor coisa que eu faço agora é ficar locão pra gastar...
Só quero aqui perto o bem, um bom rap batendo no talo
Tanque tá cheio, acionei o contato, e chego aí num estalo
O ritmo nós mermo que impõe,
O hoje só vira ontem a partir do momento que o sol se põe
Locasso cruzando avenidas, roletando os sinais...
Hoje eu tô no drive slow. pressa pra que? vamo na paz...
O vento batendo na cara, menor, isso é realidade...
Eu vivo do jeito que eu quero, deixa quem quiser falar a vontade...
Conspiração do universo, pra que tudo no fim dê certo..
Oásis vem de prêmio só pra quem vence o deserto...
Sem me deslumbrar na levada....
Quero a porra toda pra ter o prazer de dizer que eu não preciso de nada!

Hoje só quero viver em paz,
no sossego que eu sempre quis
Consciência já tá incriminando
pelas coisas que eu ainda nem fiz

Lá fora resfrio a cabeça, o silêncio acalma meu ser
Mantenho-me em movimento, mil ideias virão florescer...
Num vou deixar morrer... mantendo minha vibração na constância
Sujo e denso o bastante pra lidar com essa tua arrogância
Bom mesmo é quando eu tô, rodeado de boa energia
Música é mágica, e num existe receita pra essa sinergia
Pisquei o olho, era dia... noção do tempo não sentia
Intenso como tinha que ser, fazendo o que nunca faria
Num forço o curso do rio... hoje o tempo é meu aliado...
Concentrar no agora, me fez sentir muito menos entendiado
Tô nem preocupado... nada mais me incomoda deixo fluir
Sempre tem jeito pra tudo, lutando sem fé, e escudo....
Já não mais me iludo, resposta pra mim nunca veio do céu
Corri atrás do que eu quis da maneira que pude pra cumprir meu papel
Quase sempre sozinho, só minha sombra consegue me acompanhar
Alguns até querem ajudar mas só depende de mim pra virar

Hoje só quero viver em paz,
no sossego que eu sempre quis
Consciência já tá incriminando
pelas coisas que eu ainda nem fiz
Track Name: Nem Tenta (prod. DUZ)
Nem tenta vir bater de frente.... rala de lado ou de ré
Já sei qual que é, mermo papinho e mermo migué, mete teu pé
Nem tenta testar minha fé, mané... quem me protege aqui nunca dorme
Pra tomar preju, a chance é enorme... não subestime meu corre
fruto da frustração, reação que revela a ação...
Quem anda em círculos, aqui não tem o direito de dar opinião
Bando de cuzão, fazendo intriguinha pior que menina que vê malhação
Caminho entre hienas abutre e porcos, e hoje isso não contamina mais não...

Ideia torta dispenso... foda-se o que tu pensa
Propenso a achar que o que digo é sem nexo, pra você... que só enxerga o óbvio
Confortável na sua zona de conforto
Enquanto o mundo inteiro se move... e o mundo se move....

Exercito o poder pra manter, longe de todas as minha emoções
Ligado que é osso domar esse músculo de involuntárias ações
Não entro em disputa, então não tem como mais me ver derrotado
Tô na batalha comigo mesmo, em prol dos amigo que tão do meu lado
Até no improvisado, deixo avisado, o bonde é pesado....
Olha pro lado, deixa passar... nem adianta peitar...
Melhor aceitar... nem vim pra brigar, viemo aqui só relaxar
Vamo brindar dropei tsunami e nenhum comedia ousa vim rabeirar...
Tô por ai a vagar.... minha alma é suja demais pro diabo comprar
Ego inflado não boia, num vai te ajudar quando tu se afogar...
Quando o mar te engolir, vai ser tarde demais pra tu lamentar...
Melhor é se redimir... deixa o destino do futuro se encarregar
Carrego minha cruz cada um de nós sabe o peso que tem
Vivo minha vida, odeio fofoca e nunca julgo ninguém
Continuo tranquilo daqui, armando armadilhas por onde eu passo
pra nenhum filho da puta vim tentar seguir os meus passos
Track Name: Pensa Bem (prod. Castelan)
Não vou dizer que não me causou uma disritmia
Num vou negar, me senti como a muito não me sentia
Lua cheia, noite linda e ela passou iluminando
Slow motion tipo cena de filme hollywoodiano
Muito foda... Fiquei aqui só escoltando...
Pensando num modo de agir sem tar me precipitando...
Te falar.. achei o que eu tava procurando
Num sei se é real ou se o gelo tá me chapando
Irradiava luz como o sol de manhã
Qualquer palavra em forma de elogio se torna vã
Atraía olhares com sua naturalidade
A beleza reside onde não existe a vaidade...
De onde sou cria, só cresceu os que tiveram atitude
E que nunca aceitou perder nem na bola de gude..
Nesse caso num é diferente, toda ajuda é bem-vinda
Espero que o mundo me ajude a mudar essa sina ...

Então meu bem,
vê se pensa bem
Não vai dizer que não...
Não vai dizer que não...

Encho meu copo, relaxo, abstraio num trago
Quero tu aqui perto, morar no meu afago
Te apresentar com prazer esse meu outro lado
Sou meio errado, mas de amor ando carregado
Invadir tua mente me parece complicado
me aproximar, também pode ser arriscado...
Tipo num campo minado, cada passo com calma
Ela tranquilamente finge não saber de nada...
Do nada olhares se cruzam, de forma sutil
Me assustei quando discretamente ela sorriu
taquil pariu, né Quil... melhor que a tal Mega-Sena
Ela se aproximou dando prosseguimento na cena
perguntou de onde eu era, querendo puxar fundamento
a conversa fluiu como tinha que ser no momento
pensei comigo, num posso esperar, é agora
antes que eu dissesse algo, ela chamou pra ir embora...

Então meu bem,
vê se pensa bem
Não vai dizer que não...
Não vai dizer que não...